Yoga. Espiritualidade. Corpo.
Header

FreeRice: doe 10 gramas de arroz para cada resposta certa…de graça!

outubro 29th, 2009 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em FreeRice: doe 10 gramas de arroz para cada resposta certa…de graça!)

freeRiceLogo2Descobri o site FreeRice da organização World Food Programme, ligada às Nações Unidas, cujo objetivo é combater a epidemia de fome e má nutrição em nosso mundo.

Fiquei surpresa com a projeção de que, em 2010, teremos mais de 1 bilhão de pessoas cuja renda diária não ultrapassará 1 dólar (são, aproximadamente, 600 reais por ano!).

No site da WFP, há algumas sugestões simples de como ajudar o projeto…para os internautas, por exemplo, divulgar o site da organização através do Facebook, Twitter, blogs, emails…já é uma grande contribuição.

E entre as sugestões está o FreeRice. Só em inglês, infelizmente, o site é muito bem feito e, enquanto promove diversão e educação garantidas para quem joga, luta contra a fome nas áreas mais carentes do planeta. O jogo é do tipo “Perguntas e Respostas” sobre vários temas. A cada resposta certa, a organização doa 10 gramas de arroz. Você se diverte e aprende enquanto alivia a fome de muita gente. As doações são feitas pela instituição e seus patrocinadores e não há custo algum para quem joga.

Consegui doar 500 gramas…quem dá mais?

Iyengar Yoga: três aspectos importantes

outubro 27th, 2009 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Iyengar Yoga: três aspectos importantes)
Trikonasana

foto Trikonasana

Quando se fala no estilo de Hatha Yoga, Iyengar Yoga, as palavras precisão e alinhamento vêm logo à mente. Talvez estes sejam os aspectos mais utilizados para qualificar este estilo de Hatha Yoga.

À medida que começamos a praticar, percebemos que há mais dois outros fatores fundamentais na constituição de uma aula de Iyengar Yoga: a sequência de posturas e o tempo de permanência nelas.

Posturas, sequência e permanência: três fundamentos do Iyengar Yoga

Os aspectos da precisão e do alinhamento são básicos e fundamentam todo o sistema. Não se pode caminhar dentro do Iyengar Yoga sem ter esses dois conceitos presentes e claros na execução de toda e qualquer postura.

Porém, além deles, a elaboração da sequência interfere diretamente nos efeitos da prática. O efeito de determinada postura pode ser alterado em função da postura precedente e da seguinte. Uma boa sequência deve potencializar os efeitos benéficos das posturas escolhidas. E indo mais além, não somente a sequência é determinante para aumentar os benefícios, mas a forma com que cada postura está sendo executada, isto é, com que ênfase.

Aliado à precisão e à sequência há ainda um terceiro aspecto que fecha o trio: o tempo de permanência em cada asana. Fazer Trikonasana por 20 segundos é uma coisa…sustentar por 1 ou 2 minutos é outra…bem diferente.

Em resumo, a riqueza deste sistema se dá, dentre outros motivos, pela variedade que podemos conseguir em termos de sequência e permanência, sem nunca esquecer o alinhamento e a precisão na execução dos asanas, e os acessórios como aliados fundamentais.

(*) Foto: Revista Yoga Journal.

Rabindranath Tagore: mais um aspecto da cultura indiana

outubro 22nd, 2009 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Rabindranath Tagore: mais um aspecto da cultura indiana)

rabindranath-tagore

Descobri recentemente este poeta moderno indiano que recebeu o Prêmio Nobel de literatura em 1913, sendo seu poema mais conhecido, Gitanjali, uma das principais razões para seu sucesso no início do século XX.

Seu trabalho foi traduzido extensamente para o inglês já na época e é muito fácil de ser encontrado.

Conhecer um pouco sua obra é mais uma forma de acesso a um aspecto diverso da cultura indiana. Não há como não ver as raízes da filosofia hindu em seus textos, fazendo essa leitura ainda mais interessante.

Leia o poema abaixo e saia em busca de um pouco mais sobre Tagore na rede…

VERDADES

Roubo do hoje a força

Fazendo nascer o amanhã.

Da janela acompanho com olhar

As nuvens do céu.

De novo a sombra sinistra

Tolda tristemente meus sonhos.

Tua imagem me acompanha

Por todos os lugares por onde ando.

E em todos os momentos

É a tua presença que espanta

As brumas do desconhecido.

Não faço perguntas.

Tenho medo das respostas que já sei.

Liberta do invólucro físico

Devolverei a matéria ao pó de que fora feito.

Vivi meus três caminhos na terra.

Purgatório. Inferno. Céu.

Tudo de acordo com meus projetos,

Minhas atitudes,

Procurando não reincidir nos mesmos erros.

Agora – vago e espero

Entre ápodos e flagelos

O ressurgir da verdade

RABINDRANATH TAGORE


Mitos sobre Yoga

outubro 20th, 2009 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Mitos sobre Yoga)

yogaPor maior divulgação que haja sobre este tema, ainda existem muitas ideias equivocadas sobre a prática do Yoga…mitos sobre yoga.

Os dois principais talvez sejam que o praticante de Yoga deve ser super flexível e que uma aula de yoga consiste basicamente de alongamentos suaves. E este pensamento é bastante comum..

O ruim dessas ideias pré-concebidas é que elas, muitas vezes, impedem alguém que poderia se beneficiar enormemente da prática de sequer considerar esta alternativa. Como, por exemplo, os esportistas.

Então, seguem 4 pontos que todos deveriam saber e que refletem a verdade sobre a prática do Yoga:

1 – Há vários estilos de yoga (uns podem privilegiar os alongamentos suaves sim, mas há outros onde a resistência física necessária é incrível!).

2 – Yoga é ótimo para esportistas.

3 – Uma boa flexibilidade não é pré-requisito para a prática….de verdade!

4 – E não é só para as mulheres…todos podem praticar.

Então, permita-se descobrir um estilo que mais lhe agrade…e, depois, como disse Sri Pattabhi Jois, “Practice and all is coming”… pratique e tudo vem vindo…

Yoga para crianças

outubro 15th, 2009 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Yoga para crianças)
Yoga para crianças

Yoga para crianças

Em homenagem ao Dia das Crianças e ao Dia do Mestre, segue uma sugestão para aqueles que são professores de yoga para crianças.

Há, hoje em dia, muitos sites de referência com livros, CDs, DVDs…muito material para inspirar aqueles que se apaixonaram pelo trabalho com os pequenos. A maioria em inglês, é claro. Contudo, há algumas ideias que podemos aproveitar apesar da diferença da língua.

Uma delas é a bola da foto (fonte: www.wailana.com): além de linda e super colorida, ela já vem com os desenhos de personagens fazendo as posturas.

Juntamente com o tapetinho da outra foto, formam uma dupla de sucesso para estimular as crianças com alegria e muita diversão. Este material pode ser usado facilmente para crianças a partir de 3 anos.

Mas, enquanto não temos por aqui algo similar, podemos tentar fazer algumas adaptações. Que tal decorar uma bola com desenhos coloridos de posturas ou animais? Para o tapete, vale o mesmo. Quem sabe as próprias crianças não podem decorar o próprio material?

O importante sempre é buscar muita diversão para professores e crianças!

Tapete de yoga para crianças

Tapete de yoga para crianças

Cintos para Yoga

outubro 13th, 2009 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (2 Comments)

Antes de começar a praticar Iyengar Yoga, achava que somente precisaria de um tapete e mais nada. No entanto, vejo que o uso dos materiais se tornou tão fundamental quanto o tapete de yoga.

cintoamazon

Modelo mais comum de cinto

E um acessório de yoga que, certamente, tem “mil e uma utilidades” é o cinto.

A utilização do cinto

Para enumerar apenas algumas utilizações podemos pensar nos casos onde não se pode alcançar os pés com as mãos, para segurar pernas e braços em permanências mais longas nas posturas, para determinados exercícios para alívio de dores na cervical e na lombar…para todos esses ele é fundamental!

cintopuna

Cinto Puna

Um dos meus favoritos é o cinto fininho que vem de Puna, na Índia. Este é mais fácil de ser encontrado em algum fornecedor Iyengar. Sendo mais estreito e com uma fivela menor é mais delicado e, para determinadas posturas, se acomoda melhor ao corpo.

O cinto que mais encontramos em nosso país é mais largo e maior do que o de Puna (na foto acima, à direita) em variados comprimentos. Quanto maior você for, mais comprido deverá ser o cinto.

E não se engane…aqueles extensores de academia não são a mesma coisa. O cinto ideal para a prática não deve ter elasticidade e deve possuir uma fivela confiável.

Onde comprar

Muitas pessoas me perguntam aonde comprar um…bem, hj em dia, adquirir os cintos não é tão difícil assim, principalmente, pela facilidade do comércio eletrônico. Depois de decidir o seu modelo preferido, pesquise o melhor preço.

Sobre Patanjali – Parte IV

outubro 8th, 2009 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Sobre Patanjali – Parte IV)
patanjali
Patanjali

Continuando nosso breve estudo sobre os Yoga Sutras de Patanjali, em Sobre Patanajali – Parte III, começamos a ver os yamas por ahimsa, ou não-violência.

O segundo deles é satya que é a verdade, a sinceridade e a honestidade. Proceder conforme sua consciência, agindo sempre de boa-fé.

O seguinte pilar é asteya, que significa ausência de desejo, não-roubar, não-cobiçar. É tomar para si somente o que lhe pertence, sem desejar mais do que lhe cabe.

O quarto é brahmacarya, isto é, continência ou castidade. Há muita confusão sobre este aspecto, pois a primeira ideia que vem à cabeça é de termos que nos tornar monges celibatários. O conceito de brahmacarya não quer dizer abstenção de contato sexual. Na verdade, ele pressupõe um direcionamento cuidadoso de toda energia criativa que existe dentro de nós. Não é dispersar toda nossa expressão criativa indiscriminadamente, mas cuidar para que ela seja canalizada e concentrada para objetivos outros que não somente o desfrute sensorial.

O último yama é aparigraha. Este conceito significa uma perseverância na austeridade, libertação de excessos. É viver sem possessões excedentes e de acordo com o que a vida lhe oferece naturalmente, adaptando-se sem resistência. Outro lado deste conceito é aplicar aos pensamentos esta mesma falta de rigidez, a não possessividade também em relação a eles. Sendo bastante sutil, deve ser trabalhado continuamente como uma forma de alcançar o conhecimento puro.

No próximo post, niyamas

Chocolate e boas intenções

outubro 6th, 2009 | Posted by Ana C Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Chocolate e boas intenções)
Chocolates e boas intenções

Chocolates e boas intenções

Outro dia no Light Drops no Twitter recebi a indicação deste site.

O “Intentional Chocolate” é uma loja que, além de vender chocolates muito, muito gostosos, conforme os depoimentos que li, os infunde sempre com uma vibração positiva e boas intenções através do canto de mantras e meditações feitos durante sua confeccção.

Fiquei pensando, então, como seria bom se todos colocássemos como prioridade desenvolver uma análise mais aguda sobre  as verdadeiras intenções que se escondem por trás das nossas ações, pensamentos e escolhas…

Alguns podem achar engraçada a ideia dos chocolates, mas, depois da própria física quântica afirmar que o simples fato de observar um fenômeno já o influencia, esta interferência sutil das nossas intenções e o efeito delas sobre nossas ações no mundo deveriam ser considerados com maior cuidado e menor ceticismo.

Pessoalmente, entendo o conjunto de tudo isso como o auto-estudo – svadhyaya – que buscamos desenvolver no caminho do yoga visto de outra forma.

E, convenhamos, a ideia é muito original mesmo. Saborear um chocolate delicioso e ainda receber um banho de bons fluidos…tudo de bom!

Aliás, aproveito para deixar aqui uma intenção positiva super especial…minha filha completa 14 anos hoje e este post é totalmente dedicado a ela, para que tenha uma vida plena e feliz…e cheia de muito, muito chocolate…do jeito que ela adora!

Somos o que nossos pensamentos fizeram de nós. Portanto, tome cuidado com o que você pensa.

As palavras são secundárias. Os pensamentos vivem; eles viajam longe.”

Swami Vivekananda

httpv://www.youtube.com/watch?v=1FYtX7xsXxw

Minha amiga e professora de Iyengar Yoga, Marcia Barros, me enviou este vídeo. Perguntei logo se poderia dividi-lo com vcs aqui por achá-lo uma joia.

Trata-se de uma entrevista curtinha com BKS Iyengar onde ele fala sobre a prática do Yoga de maneira franca e aberta. E ele coloca um ponto muito importante: quando a saúde não está presente no corpo, como se pode pensar em filosofia? Guruji disse ainda que levou 6 anos para conquistar a sua saúde e que, inicialmente, sua prática era somente ao nível físico.

Ouça Guruji e entenda um pouco mais a filosofia por trás da prática de Iyengar Yoga.