Yoga. Espiritualidade. Corpo.
Header

Vamos celebrar Navaratri?

setembro 30th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Vamos celebrar Navaratri?)
Durga, Lakshmi and Saraswati

A partir da esquerda, Saraswati, Durga e Lakshmi

Por nove dias, temos a oportunidade de celebrar o nosso desejo de ascensão espiritual.

Navaratri acontece no início da primavera para nós (este ano, a partir do dia 08/10), variando conforme o calendário lunar, e é uma época muito auspiciosa para aprofundarmos nossas práticas espirituais. Essa é uma ocasião quando os aspectos femininos da criação, representados pelas deusas Durga, Lakshmi e Saraswati, são invocados como inspiração para nosso desenvolvimento espiritual.

O significado dessa celebração típica do hinduísmo é muito rico. Para entendermos melhor o que é e de que forma podemos aproveitá-la, sugiro acessarem o site da Amma, na página NAVARATRI – 2010 onde tudo está bem explicadinho.

E, por último, mulheres e homens podem e devem celebrar Navaratri. Afinal, essa não é uma comemoração exclusivamente feminina no sentido de privilegiar as pessoas do sexo feminino, mas, como a filosofia ocidental agora denomina, é uma reverência à essência do gênero feminino que existe dentro de cada aspecto manifesto da natureza…inclusive dentro dos homens.

foto: flickr.com/durgadevotee

Exercícios de yoga e suas categorias – parte I

setembro 28th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Exercícios de yoga e suas categorias – parte I)

Os exercícios de yoga são divididos em categorias no método de Hatha Yoga denominado Iyengar Yoga.

As posturas são assim agrupadas de forma que possamos estudá-las de forma sistemática e criteriosa, observando o nosso corpo e estado mental ao executarmos cada um dos tipos de asanas.

Assim sendo, as posturas podem ser classificadas da seguinte maneira:

  1. de pé;
  2. sentadas;
  3. extensões para frente;
  4. extensões laterais;
  5. inversões;
  6. abdominais;
  7. extensões para trás;
  8. restaurativas.

Podemos ainda criar um item em separado para Surya Namaskar ou Saudação ao Sol por ser essa uma sequência pré-definida, a qual consiste em uma sucessão contínua e cíclica de asanas.

Classificação das Posturas de Yoga

O estudante de Yoga deve buscar se tornar mais forte, especialmente em suas pernas e braços. Para isso, as posturas de pé são trabalhadas e examinadas exaustivamente. Pelas posturas de pé, aprende-se a perceber o alinhamento do próprio corpo.

Alguns exemplos de posturas de pé são: Urdhva Hastasana, Utkatasana e Adho Mukha Svanasana.

triang mukhaikapada
Triang Mukhaikapada Paschimottanasana

As posturas sentadas são imprescindíveis. Especialmente nos dias de hoje, quando todos nos sentamos em cadeiras boa parte do dia, nossos joelhos, tornozelos, quadril e coluna devem ser trabalhados para se tornarem flexíveis e móveis, porém fortes e estáveis.

Exemplos de posturas sentadas são: Dandasana, Gomukhasana e Trianga Mukhaikapada Paschimottanasana(foto).

No artigo da semana que vem, Exercícios de yoga e suas categorias – parte II, continuaremos nossa conversa sobre os grupos de posturas ou exercícios de yoga.   Foto: ytt2007.blogspot.com

Faeq Biria no Chile em 2010

setembro 27th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Faeq Biria no Chile em 2010)
faeq

Faeq Biria

Para quem quiser fazer uma semana inteira de práticas com o professor Faeq terá a excelente chance agora em outubro…no Chile.

Consulte a programação no site Yoga Mukti.

Antes que digam que fica muito longe, é mais barato do que ir até Blacons, concordam?

PS.: Pessoal, corrigi agora o país…ele estará em Santiago, no Chile!!! Falha nossa!

Dieta para praticantes de Yoga – vídeo de Guruji

setembro 23rd, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Dieta para praticantes de Yoga – vídeo de Guruji)

Complementando nosso último artigo sobre a alimentação no yoga, assistam ao trecho de um vídeo de BKS Iyengar quando em sua visita na Rússia há poucos anos atrás.

A ele foi perguntado sobre o problema do sobrepeso e como o Yoga vê essa questão.

Segundo BKS Iyengar e a ciência do Yoga, a receita é básica e simples: ao comer, o estômago deve conservar 50% de sua capacidade reservada para a parte sólida do alimento, 25% para os líquidos e os últimos 25% de seu volume para o ar. Como pode um alimento ser digerido sem espaço suficiente para que o processo aconteça de forma saudável e eficiente? Faz todo sentido…

Agora que vc já sabe o que comer e o quanto comer, vem a parte mais difícil: colocar em prática.

Observo que as épocas, nas quais pratico com maior regularidade e intensidade, são aquelas quando mais consigo me controlar sem esforço nas refeições. É como se o corpo se satisfizesse, se nutrisse de outras formas e não buscasse tão ansiosamente ser preenchido de comida.

httpv://www.youtube.com/watch?v=-r00nYeD6v4&feature=player_embedded

Dieta para o praticante de Yoga

setembro 21st, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Dieta para o praticante de Yoga)
Dieta Vegetariana

Dieta Vegetariana

Segundo B.K.S. Iyengar, uma dieta vegetariana é necessária para a prática do Yoga, sendo esse um primeiro passo para a não-violência.

Em sua opinião, cada pessoa exerce sua escolha influenciada por sua cultura, sua tradição e seus princípios, mas, ao longo do tempo, o praticante de Yoga deve adotar a dieta vegetariana para manter sua atenção afiada e perseverar no caminho da sua evolução espiritual.

A comida deveria ser ingerida para promover saúde, força, energia e vida, e, ao mesmo tempo, ser simples, nutriente, suculenta e calmante.

Ele recomenda evitar o alimento quando estiver:

  1. demasiadamente amargo,
  2. salgado,
  3. muito temperado,
  4. armazenado há longo tempo,
  5. insosso,
  6. pesado,
  7. impuro (preparado sem as condição mínimas de higiene).

Guruji acredita que o estudante deve comer para seu sustento somente…nem muito, nem pouco, mas moderadamente.

Curso, workshop e certificação com Faeq Biria em SP em 2010

setembro 18th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Curso, workshop e certificação com Faeq Biria em SP em 2010)
Faeq Biria

Faeq Biria

Já está no site da Associação Brasileira de Iyengar Yoga a programação da visita a São Paulo do professor Sênior de Iyengar Yoga Faeq Biria , responsável pelo processo de certificação no Brasil.

Serão ministrados um curso para professores certificados e um workshop aberto para o público em geral, além das provas de certificação em Iyengar Yoga 2010.

O professor Faeq Biria é um dos discípulos mais próximos de BKS Iyengar na atualidade e suas aulas são tão ricas de conhecimento teórico como de práticas profundas e intensas. Nos últimos anos, o professor Faeq Biria tem dado muita ênfase ao aspecto terapêutico do Iyengar Yoga e essa é mais uma oportunidade de ouro para vivenciarmos sua sabedoria e generosidade intelectual.

Acesse a página FAEQ 2010 no site da ABIY, programe-se e compareça!

Divulgue entre seus alunos e amigos!

Boa postura e ossos saudáveis

setembro 16th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Boa postura e ossos saudáveis)
Krounchasana por Patricia Walden

Krounchasana por Patricia Walden

Vou transcrever o que a famosa professora sênior americana de Iyengar Yoga Patricia Walden destaca como um procedimento simples e cotidiano que devemos observar para a preservação do alinhamento dos nossos ossos de forma a conservá-los saudáveis, fortes e resilientes.

Em breve, vamos falar um pouco mais sobre o que podemos fazer para manter e até melhorar nossa saúde óssea. Por enquanto, uma dica de uma das mais antigas alunas de BKS Iyengar:

Mantenha uma boa postura, com sua cabeça sobre seus ombros e seus ombros em linha com seu quadril, para prevenir pressões na sua coluna.

Pratique se sentar, ficar de pé e andar usando a mesma postura que você usa em Tadasana (postura da montanha).

Patrica Walden


Nome das posturas de Yoga – por que aprender?

setembro 14th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Nome das posturas de Yoga – por que aprender?)
dwi_pada_viparita_dandasana

Dwi Pada Viparita Dandasana

Para alguns, aprender o nome das posturas, como o da foto acima, é um preciosismo, uma inutilidade…afinal, por que aprender uma informação tão específica em uma língua que caiu em desuso?

E não são poucos aqueles que compartilham esse ponto de vista! Se você é professor, certamente já deve ter respondido mais de uma vez essa questão básica.

Vou começar por uma pergunta: se estivéssemos ensinando volei, não teríamos que explicar o que é saque, cortada, manchete? Se fosse futebol, não escaparíamos da explicação do que é impedimento ou falta? Por que deveríamos entrar em uma aula de yoga esperando não ter que aprender algum vocabulário novo?

Nesse ponto, geralmente, o aluno retruca: “Ah! Mas é em uma língua que nunca vou usar…para que eu vou aprender isso?”

Poderíamos, como alternativa, usar os termos aportuguesados: “Vamos agora fazer a postura do cachorro olhando para baixo em seguida a postura da meia lua.” E por que não o fazemos?

Porque o não conhecimento da nomenclatura das posturas originais seria um empobrecimento do aprendizado…em vários sentidos.

Razões para aprender o nome das posturas originais

  1. Memorizando o nome das posturas, o aluno permite ao professor uma agilidade maior no desenrolar da sua aula, sem ter que interrompê-la inúmeras vezes para mostrar cada asana.
  2. O conhecimento da nomenclatura permite ao professor uma riqueza maior nas variações individuais das posturas. Muitas vezes, há a necessidade de alunos, simultaneamente dentro da mesma aula, estarem executando posturas diferentes. A facilidade de se fazer isso quando os alunos sabem o nome das posturas é indiscutivelmente maior.
  3. A mente do aluno se expande com um novo conhecimento (ainda mais tão incomum e diferente como o sânscrito!). Concordo totalmente com uma frase postada há pouco tempo no Facebook, a qual afirma que ao expandirmos nossa mente por meio de novos conhecimentos ela não torna à dimensão antiga, mas alarga suas fronteiras. Expansão de corpo e mente são objetivos do Yoga e devem ser cultivados em todas as oportunidades.
  4. O aluno exercita sua memória quando, ao retornar às aulas, deve se recordar do que lhe foi ensinado, somente ao ouvir o nome da postura.
  5. Pode-se praticar em qualquer lugar do mundo sem dificuldade. Se você viaja muito e frequenta centros de Iyengar Yoga em lugares variados, você verá que Trikonasana na Alemanha, na França ou na Índia soa basicamente da mesma forma. O nome das posturas é universal.
  6. O som do nome das posturas em sânscrito preparam a mente para o que vem em seguida de forma adequada. Ao falar “cachorro olhando para baixo” eu posso muito facilmente pensar no meu labrador Tchuco se espreguiçando, posso pensar no cachorro do vizinho que latiu a noite…as associações são infinitas pela proximidade e a inevitável familiaridade com o meu vocabulário habitual cotidiano. Agora, quando eu digo Adho Mukha Svanasana minha mente entende somente uma única coisa, percorre todas as ramificações cognitivas relativas a esse assunto específico e se prepara para o asana.
  7. Last but not least“, o último da nossa lista, o mais abstrato, porém fundamental: a influência do som em si sobre a mente através da pronúncia do nome original do asana atua de maneira similar aos efeitos dos mantras. A pronúncia das palavras e mantras em sânscrito acrescenta às ideias representadas potências bastante sutis, complexas e subjetivas.

Finalmente, como em todo e qualquer processo ativo de aprendizado, se por um lado, o professor deve mostrar a riqueza da tradição do Yoga, o aluno deve estar aberto e sedento pelos novos ensinamentos.

Sem preconceitos ou preguiça mental…dos dois lados.

P.S.: Em português, Dwi  Pada significa ambos os pés. Viparita significa invertido. Danda, um bastão ou vara. A postura é uma forma de prostração diante de Deus.

Sound Cloud: música para todos

setembro 9th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Sound Cloud: música para todos)

SoundCloud é a rede social para aqueles que gostam de música.

Pode-se pesquisar as trilhas públicas à vontade e ouvir facilmente, sem demora ou interrupções, som de excelente qualidade.

A velocidade com que temos acesso às músicas realmente incentiva a exploração de novos estilos e gostos musicais. A forma de compartilhamento é tb incrível, basta ver o formato abaixo.

Reparem nos comentários que podem ser deixados em determinados pontos da música, passando a integrar o próprio arquivo.

Nos meus favoritos no Sound Cloud, vc encontra 5 trilhas bacanas inspiradas na música indiana, onde se ouvem os instrumentos tipicamente indianos tabla (percussão) e cítara (cordas)…(inclui abaixo somente 2 delas).

Acesse o SoundCloud e divirta-se! Zak Love – Jumbo’s Groove (Boardwalk Breaks LP) by Belmar Sol Mathieu & Florzinho – The Indian by SHOW-B

Sidarta de Hermann Hesse

setembro 2nd, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Sidarta de Hermann Hesse)
sidarta

Sidarta de Hermann Hesse

Para o fim de semana prolongado que se aproxima, recomendo a leitura do livro “Sidarta” do escritor alemão e ganhador do prêmio Nobel de 1946 Hermann Hesse.

Uma pequena joia, de linguagem bastante acessível.

Não se deixe enganar, contudo, pelo tamanho do livro e pelo seu vocabulário despretensioso. Seriamente recomendado para todos que se interessam pelo Yoga, pela espiritualidade oriental, pelas questões filosóficas da vida….