Yoga. Espiritualidade. Corpo.
Header

Senhor Krishna e o iogue perfeito

janeiro 12th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Display | Sem categoria - (Comentários desativados em Senhor Krishna e o iogue perfeito)

krishna_arjuna

No último post do ano, transcrevi algumas frases da Bhagavad Gita, principal parte do Mahabharata e talvez o mais importante texto indiano, onde Senhor Krishna dialoga lindamente com seu devoto Arjuna, um nobre guerreiro, sobre yoga.

Abri há pouco o livro de BKS Iyengar, “Light on the Yoga Sutras of Patanjali”, com a intenção de citar algumas de suas frases para o primeiro post do ano. Abri justamente em um trecho onde Iyengar menciona a Bhagavad Gita, quando Krishna descreve a Arjuna, com grande beleza, as características de um iogue perfeito.

Aproveitando então a coincidência, repito as frases finais de Senhor Krishna, traduzidas por BKS Iyengar, para nos acompanhar e inspirar agora neste início de ano…

“O que é noite para todos os seres é dia para o iogue disciplinado, pois ele é aquele que possui a visão da alma (apavarga); quando todos os seres estão ativamente envolvidos nos prazeres mundanos (bhoga), o iogue considera como noite e se mantém longe dos pensamentos mundanos.”

“Assim como a água flui para o oceano, e ainda assim o nível do oceano não muda e nem oscila, da mesma forma, aquele que tem a inteligência firme, não é ameaçado pelos prazeres, e atinge a liberação.”

“Aquele que renuncia aos desejos e se mantém distante do apego, atinge a liberdade e a beatitude (kaivalya).”

“Aquele que é livre de ilusões e se mantém em contato com a consciência divina, até no momento de sua morte, alcança kaivalya e o Senhor Supremo.”

Foto: krishnamandirfl.org

Sita Sings the Blues

dezembro 3rd, 2009 | Posted by Ana Toledo in Display | Sem categoria - (Comentários desativados em Sita Sings the Blues)

httpv://www.youtube.com/watch?v=RzTg7YXuy34&hl=pt_BR&fs=1&

O Ramayana narra a história do príncipe Rama – uma das encarnações de Vishnu – e sua esposa Sita.

Essa história juntamente com o Mahabharata (onde está inserida a Bhagavad Gita) são os dois mais importantes épicos da tradição indiana. Ambas não são simples narrativas, mas apresentam aspectos importantes da tradição e pensamento hindus. As  figuras de Rama, Sita, Hanuman, Ravana, etc.  são partes fundamentais da cultura e essência indianas.

A americana Nina Paley, autora desta premiada animação de 2008,  mescla à narrativa inspirada no épico, sua própria história, sua separação e sua vida em São Francisco.

Para aquele que não conhece o Ramayana, é importante lembrar que a cineasta usa somente determinadas situações e personagens deste maravilhoso épico e ainda os submete à ótica feminista ocidental. Então, não espere ver um retrato fiel da história, mas uma livre interpretação.

No site Sita sings the Blues, estão disponibilizadas várias versões do filme para download grátis. Como a autora diz: “Da cultura comum a história veio, e para lá voltará.” Mesmo que não entenda o inglês do filme, confira a criativa animação e as músicas…

A Ioga, o Yoga…como eu escrevo e como se fala?

junho 11th, 2009 | Posted by Ana Toledo in Display - (Comentários desativados em A Ioga, o Yoga…como eu escrevo e como se fala?)
Yoga

Yoga

De acordo com o dicionário Aurélio, a palavra em português é grafada com I, é feminina e tem o O aberto como em pó. Então podemos falar: “Estou indo para a Ioga.”

Contudo, a grande maioria dos praticantes, hoje em dia, fala com O fechado, escreve com Y e usa o gênero masculino.

Em sânscrito, a grafia é essa, bem como em inglês. Em ambas, o O é fechado. Assim, podemos falar também: “Estou indo para o Yoga.” Agora, decida-se…pode falar “a Ioga” ou “o Yoga”, a primeira com o som de Ó e a segunda, Ô.

Aqui no site, usarei sempre o segundo caso. Porém, os adjetivos e substantivos relativos ao Yoga serão usados na forma aportuguesada: iogue, por exemplo.

Aula de yoga ou aula de ioga!? O importante é praticar!

Acesse a página Iniciantes ou Professores para conhecer melhor o mundo do Yoga, além de excelentes professores de yoga.

Significado de Namastê

maio 30th, 2009 | Posted by Ana Toledo in Display - (2 Comments)

namaste
Namaste é uma saudação, uma forma de reverência que pode ser da seguinte forma  interpretada:

“A minha luz interior saúda a luz interior que brilha dentro de você”

O gesto

Geralmente, unem-se as mãos em frente ao peito, na altura do chakra do coração, em profundo sinal de respeito, inclinando-se a cabeça na direção das mãos.

O sinal também pode ser feito levando as mãos em frente ao ponto do terceiro olho e flexionando a cabeça em direção às mãos de olhos fechados e, em seguida, levando às mãos em frente ao coração. Não é obrigatório dizer Namaste ao mesmo tempo em que se faz o gesto.

Saudação comum nas aulas de yoga

Em uma aula de yoga, na maioria das vezes, o professor saúda seus alunos ao término da prática com este gesto em sinal de respeito e gratidão, celebrando não só a conexão entre ele e os alunos presentes à aula, mas também a conexão daquele grupo com toda a linhagem de mestres que possibilitou aquele momento.

No yoga e na tradição oriental de forma mais ampla, o cultivo de uma relação clara, pura e límpida entre mestre e aluno é de tal forma inerente ao estudo da matéria em si e tão valorizado que várias são as representações de respeito e exaltação a esta conexão, sendo a saudação de Namaste nesse contexto uma manifestação e lembrança recorrente deste aspecto.

Partindo do fundo do coração,  Namaste é uma saudação sincera, que reconhece a mesma essência dentro de cada um, apesar de nossas claras e naturais diferenças.