Yoga. Espiritualidade. Corpo.
Header

Yogaterapia com a professora Senior Melodie Bachelor no Rio

junho 13th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Yogaterapia com a professora Senior Melodie Bachelor no Rio)

Acontece na próxima quarta, dia 16 de junho, de 14h às 16h no Humaitá no Rio de Janeiro a aula de “Yogaterapia aplicada ao Yoga”.

A professora Senior de Iyengar Yoga Melodie Bachelor, presidente da Associação da Nova Zelândia de Iyengar Yoga, estará pela primeira vez aqui no Rio.

Tradução disponível e vagas limitadíssimas!

Professor de Iyengar Yoga – Marcia Barros

junho 10th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Professor de Iyengar Yoga – Marcia Barros)

Mais uma professora de Iyengar Yoga muito querida.

Alegria e força são as duas características que primeiro chegam à minha mente quando me lembro da Marcia.

A professora Marcia Barros dá aulas de Iyengar Yoga em Ipanema, em São Conrado e na Gávea, no Rio de Janeiro. Marcia também possui turmas especiais de Yoga para Gestantes.

Conheçam melhor a eterna bailarina e atriz Marcia Barros:

Marcia Barros

Perfil

“Os primeiros ensinamentos sobre Yoga vieram de meu pai, quando eu ainda era criança.

Mais tarde, adolescente, estudei dança e tornei-me bailarina profissional, e, na sequência, professora e coreógrafa.  Apaixonada por arte, e como já cantava e dançava, participei de vários musicais.

Sou graduada em Educação Física pela UERJ.

Após me profissionalizar em Artes Dramáticas, atuei como atriz em peças teatrais, na televisão e no cinema. Paralelamente, continuava dando cursos de dança, e trabalhando como coreógrafa e preparadora corporal em projetos diversos.

Durante esse tempo, eu já praticava Hatha Yoga,  Astanga,  Anusara e outros métodos. Porém, foi no Iyengar Yoga que encontrei a melhor base para a minha prática.”

Depoimento

“O método desenvolvido por Sri BKS Iyengar é extremamente científico, moderno, inovador, e tem sido transformador para mim. Pratico Iyengar Yoga há 10 anos e todo dia encontro respostas claras para as minhas buscas. Sinto, após cada prática, o  quanto me faz bem estar ali, aprofundando os ensinamentos, me redescobrindo. Dar aulas de Yoga é especial, me leva a uma conecção profunda, além de me fazer sentir muito prazer em perceber que, ao compartilhar o meu aprendizado, os resultados são incríveis.

Como diz B.K.S. Iyengar: ‘Palavras não são suficientes para expressar o valor do Yoga – ele tem que ser  experimentado.’ Eu só tenho a agradecer a oportunidade de um dia ter descoberto o Yoga e a felicidade de poder praticar e ensinar, em especial, o Iyengar Yoga.

Outro aspecto importante do meu trabalho foi descoberto durante a gravidez de meu filho Victor, quando atingi um completo estado de Yoga. Desde então, decidi me preparar para ensinar a outras gestantes como aproveitar a prática e tornar esse momento mágico mais confortável, prazeroso e consciente.”

marciabarros@alternex.com.br

Yoga em Ipanema/Espaço Bellini   2521 9897

Yoga em São Conrado/ Arte em Movimento   3322 1052

Yoga na Gávea/Espaço 2L   9142 2686 / 9342 2400


Certificação em Iyengar Yoga: as provas

junho 8th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Certificação em Iyengar Yoga: as provas)

associaçao_iyengar_brasil
Já li em alguns lugares críticas sobre a metodologia de certificação em Iyengar Yoga. Há aqueles que dizem que não é Yoga e que não se pode determinar a qualidade de um “iogue” em uma prova, onde se avalia se um praticante é melhor ou pior do que o outro.

A prova de Iyengar Yoga norteia a prática

Por ter acabado de passar por uma delas tenho em minha memória a sensação fresca do que senti e posso afirmar que nunca percebi ter sido avaliada como “iogue” ou como pessoa. Para mim, os exames de certificação em Iyengar Yoga servem como guias da minha prática. Em especial, são valiosíssimas as observações que recebemos da banca de professores ao fim da prova apontando aqueles itens que devemos trabalhar com maior intensidade e cuidado.

As provas seguem o mesmo conceito de quando o professor corrige um aluno em sala. Nunca a correção é feita com intuito de diminuir, desmerecer ou comparar o aluno. Por exemplo, quando um professor toca o aluno em um ponto de seu corpo de forma mais enérgica, ele quer trazer inteligência para aquele ponto e não agredir o indivíduo. Da mesma forma, na prova, as observações buscam ajustar a prática do aluno. Há um respeito imenso por todos que ali estão: durante as aulas e durante as provas. Passar ou não na prova significa, para mim, se você necessita ou não de mais tempo para assimilar as ações propostas para determinada postura. Somente isso.

Uma perspectiva sobre os exames de certificação

Particularmente, a minha experiência nas provas têm demonstrado exatamente o ponto que tenho maior dificuldade na prática e na vida: a mente inquieta que viaja ansiosa antevendo os eventos futuros. Ao invés de me concentrar totalmente na postura que estava executando, minha mente já ia me dizendo: “Está quase chegando aquela postura mais difícil para vc…será que vc vai conseguir permanecer nela? Será que vc vai conseguir?”

Pensando na minha vida, sempre fui aquela, por exemplo, que derruba o copo na mesa, esbarra nas coisas, sempre meio desastrada. Já achei que era um problema motor, mas é, de fato, absoluta falta de atenção. E a solução?  Praticar mais e mais…no Yoga, trabalhando as minhas dificuldades com maior inteligência, afinco e concentração para que, na vida, consiga estar cada vez mais plenamente presente.

Agradecimento especial

Aproveito o espaço final deste artigo para agradecer e saudar a todos que compartilham comigo o caminho do Yoga…em especial, as professoras Deborah Weinberg e Katia Dacosta.  Mais do que praticantes brilhantes, são pessoas generosas que nos oferecem seus conhecimentos com dedicação exemplar e profundo amor ao Yoga.

Namaste!

Observação: Para detalhes sobre o programa de certificação em Iyengar Yoga, acessem o site da Associação Brasileira de Iyengar Yoga cujo logo aparece ilustrando este artigo.

Curso de anatomia para professores e estudantes de Yoga em SP a partir de agosto

junho 7th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Curso de anatomia para professores e estudantes de Yoga em SP a partir de agosto)

Curso aberto para professores, estudantes e praticantes de qualquer modalidade de Yoga.

A primeira aula acontecerá no dia 27 de agosto e todas terão a duração de 5 horas. Os temas serão divididos em 5 módulos.

Maiores informações com a professora de Iyengar Yoga, Analu Matsubara, em analu@analuyoga.com

Hora grave – poema de Rainer Maria Rilke

junho 3rd, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Hora grave – poema de Rainer Maria Rilke)

Aproveitando o feriado, pausa para um poema traduzido por José Paulo Paes e garimpado no blog de Antonio Cícero que recomendo fortemente aos que apreciam bons textos e bela poesia.

Podem reclamar que este post não tem a ver com Iyengar Yoga.

Com razão.

Mas é tão lindo que não resisti…

Entretanto, para vcs não dizerem que eu fugi do tema completamente neste artigo, recomendo que experimentem o poema como nos aproximamos de um asana nunca executado…a primeira vez é meio esquisito e desconfortável, mas a repetição vai clareando nossa percepção, embora nunca se consiga esgotar e apreender toda sua sutilidade…leia e releia e releia…

Hora grave

Quem chora agora em algum lugar do mundo,
sem razão chora no mundo,
chora por mim.

Quem ri agora em algum lugar da noite,
sem razão se ri na noite,
ri-se de mim.

Quem anda agora em algum lugar do mundo,
sem razão anda no mundo,
vem para mim.

Quem morre agora em algum lugar do mundo,
sem razão morre no mundo,
olha para mim.

Ernste Stunde

Wer jetzt weint irgendwo in der Welt,
ohne Grund weint in der Welt,
weint über mich.

Wer jetzt lacht irgendwo in der Nacht,
ohne Grund lacht in der Nacht,
lacht mich aus.

Wer jetzt geht irgendwo in der Welt,
ohne Grund geht in der Welt,
geht zu mir.

Wer jetzt stirbt irgendwo in der Welt,
ohne Grund stirbt in der Welt:
sieht mich an.

De: RILKE, Rainer Maria. Poemas. Tradução e introdução de José Paulo Paes. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

Analu Matsubara – Curso de Formação em Iyengar Yoga em SP

junho 3rd, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Analu Matsubara – Curso de Formação em Iyengar Yoga em SP)

Analu Matsubara é uma excelente praticante e professora de Iyengar Yoga que conduz esse curso de Formação em Iyengar Yoga em SP.

Para maiores informações, confiram os detalhes abaixo.

formacao_analu_pedro_bara_header
formacao_analu_pedro_bara_footer

Certificação em Iyengar Yoga

junho 1st, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Certificação em Iyengar Yoga)

“Teaching is a difficult art,

but is the best service

you can do to humanity.”

BKS Iyengar

“Ensinar é uma arte  difícil,

mas é o melhor serviço que

se pode prestar à humanidade.”

BKS Iyengar

O método Iyengar possui várias características notáveis. Algumas delas são:

  • a importância dada à precisão e ao alinhamento nas posturas
  • a democratização das posturas na medida que, com a ajuda dos acessórios, todos podem se beneficar delas
  • o estudo das sequências de posturas de forma a potencializar os efeitos desejados pelo encadeamento criterioso
  • a variação do tempo de permanência nas posturas que proporciona vivências inteiramente distintas

Como se pode observar acima, esse método permite ao professor uma infinidade de combinações durante a aula. O professor pode variar o enfoque sobre a postura, a sequência, o uso dos acessórios ou o tempo de permanência. Ele possui total liberdade para criar sua aula.

Porém, com tanta liberdade, como fazer com que a pureza e a nitidez do método se preserve? Através dos exames de Certificação.

Os exames de certificação

Ao criar um processo de certificação rigoroso, acredito que BKS Iyengar tenha encontrado uma forma exemplar de garantir a fidelidade ao método e, ao mesmo tempo, estimular o estudo e a prática em seus alunos.

O professor certificado em Iyengar Yoga pelo instituto Ramamani Iyengar da Índia passa por, no mínimo, dois exames. Para se candidatar ao primeiro é necessário ter um tempo mínimo de alguns anos de prática além de ter estabelecido contato com um professor mais graduado que aceite ser seu mentor.

Um professor certificado se compromete a ensinar exclusivamente Iyengar Yoga de forma nítida e precisa. Conforme se avança nos níveis, maior a sofisticação do ensino, o entendimento das posturas e a habilidade de lidar com casos terapêuticos. São 14 níveis e os últimos 6 são conferidos somente pelo próprio Iyengar.

A prova

A prova em si consiste em uma lista de asanas (posturas) e pranayama (exercícios respiratórios) a serem demonstrados e avaliados por uma banca de professores escolhida e liderada por um professor Senior (para se ter uma ideia, a prova de posturas e exercícios respiratórios do segundo nível leva, em média, duas horas e meia). Depois disso, há uma outra avaliação onde o candidato deve demonstrar sua habilidade em guiar os alunos na execução dos asanas de acordo com a metodologia do Iyengar Yoga.

Ao ingressar em uma aula com um professor certificado, tem-se a garantia de encontrar um praticante dedicado que passou por um exame rigoroso e se comprometeu a preservar a pureza, a excelência e o alto padrão do Iyengar Yoga e que persevera em sua prática física e ética diariamente, guiado por estudos com professores Senior pelo mundo ou no próprio Instituto em Puna, na Índia.

Agora, depois disso tudo, você deve estar se perguntando como é passar por uma prova dessas…bem, este é o assunto do artigo da próxima terça-feira. Aguardem…




Simbolismo e mitologia na tradição védica

maio 27th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Simbolismo e mitologia na tradição védica)

Novo curso no Centro de Estudos Vidya Mandir em Copacabana.

Para quem não conhece, o Vidya Mandir segue sob o comando da professora Gloria Arieira e é local de referência ao se falar em Vedanta, ou estudo dos Vedas.

Palestra aberta dia 27/05, 20h00. Confiram e repassem!

Yoga ajuda a combater fadiga e insônia em sobreviventes de câncer

maio 25th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Yoga ajuda a combater fadiga e insônia em sobreviventes de câncer)

yoga_margem_rio
Segundo estudo americano divulgado no periódico Reuters Health , em artigo publicado no dia 21 de maio de 2010, o Yoga pode melhorar a qualidade de vida de sobreviventes de câncer.

A pesquisa

Foram analisados 400 sobreviventes escolhidos aleatoriamente e divididos em dois grupos. A um grupo foi recomendada a prática do Yoga além dos tratamentos habituais. O outro grupo permaneceu somente com o tratamento tradicional.

Aqueles que mantiveram a prática suave de Yoga duas vezes por semana durante um mês conseguiram, ao final desse período, lidar melhor com a fadiga e a insônia comuns após tratamentos de quimioterapia. Participantes deste grupo necessitaram de menos medicação para combater a insônia e apresentaram maior disposição diária.

O estudo será apresentado em breve e é muito bem-vindo pela comunidade médica. A medicina, segundo os próprios médicos, não consegue apresentar uma solução satisfatória para o problema da fadiga nesses quadros e o uso das pílulas para dormir traz efeitos colaterais importantes, além de não poderem ser utilizadas por longos períodos consecutivos.

As conclusões

Segundo o estudo, o Yoga tem sucesso na medida que ajuda a criar laços sociais entre os participantes e os induz a um estado de maior serenidade através da redução dos hormônios do estresse. O estudo foi conduzido por professores certificados e que possuíam experiência prévia com pacientes de câncer.

Bom para os médicos que têm mais opções para garantir uma melhor qualidade de vida para seus pacientes e melhor ainda para os próprios pacientes que se sentem amparados pelo grupo e conseguem controlar, dentro do possível, o estresse natural em um momento tão delicado e fragilizante de suas vidas.

Para detalhes da pesquisa, acessem o site Reuters Health online.

Relíquias do Buda no Rio a partir de 21 de maio

maio 20th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Relíquias do Buda no Rio a partir de 21 de maio)

De amanhã até domingo, estará em nossa cidade a exposição das relíquias do Buda e de outros grandes mestres do Budismo no Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico, de 10h00 às 19h00.

Programa imperdível para todos, independente de suas tradições espirituais. É uma oportunidade de celebrarmos as qualidades humanas do amor, da compaixão e da bondade, além de compartilharmos momentos especiais de muita paz e bençãos.

Conheçam melhor o projeto Maitreya através do vídeo abaixo e divulguem o evento entre seus amigos!

Programação totalmente gratuita.

httpv://www.youtube.com/watch?v=-prdO7pjEXo&feature=PlayList&p=EC12A78780C80D42&playnext_from=PL&index=0&playnext

Temperos da vida

maio 18th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Temperos da vida)

especiarias
Ganhei há pouco tempo uma caixinha de Masala, tempero autêntico indiano, de minha amiga querida e professora de yoga, Karuna. Nunca havia cozinhado com este tempero, mas já o havia experimentado várias vezes e sou absolutamente apaixonada pela riqueza de seu sabor.

Pessoalmente, o que me agrada nos temperos e especiarias indianos é a sensação de usarmos todas as células gustativas ao mesmo tempo! Não é somente salgado, nem somente apimentado, nem somente ácido ou doce…é tudo junto! E ainda há o estímulo ao olfato, que é inevitavelmente envolvido, e as importantes propriedades ayurvédicas das especiarias.

Na mesa como na vida (afinal, todos conhecemos a expressão “vida insossa”) devemos buscar os temperos que nos agradam e nos estimulam positivamente. E, sem sombra de dúvidas, posso confessar a vocês que um dos temperos que mais me agrada na vida são os encontros inesperados.

Por causa do blog, tenho feito contato com muitas pessoas interessantes. Uma delas foi a Mariana Rodrigues. Recebi um email dela com dúvidas sobre yoga. Conversando, descobri que ela também é blogueira – BANQUET Ideias Gastronômicas – mas a praia dela, claro, é a gastronomia.

Recomendo o blog da Mariana, em especial seu último post que traz uma bela receita vegetariana Caldinho de batata baroa com especiarias e salsa de tomate , além da descrição da viagem que ela fará em breve para a Índia onde percorrerá a rota das especiarias…amei a ideia!

Por último, sobre a minha dúvida de como usar o Masala, acabei fazendo legumes (berinjela, pimentões coloridos, cebola roxa, abobrinha) assados temperados com azeite, vinagre balsâmico e masala. Para servir, um molho de tahine com iogurte, alho e limão. Ficou uma de-lí-cia!

Uma semana muito saborosa para todos!


Iyengar Yoga: por que usar tantos materiais?

maio 12th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Iyengar Yoga: por que usar tantos materiais?)
cadeiraiyengar

Acessórios para Yoga

Outro dia, uma pessoa, que entrava pela primeira vez em uma aula de Iyengar Yoga, perguntou: “Mas para que tanto material? Não é aula de Yoga?”

Confesso que, quando iniciei, pensei o mesmo. Isso é tão diferente do que pensamos ser uma aula de Yoga! Contudo, quando praticamos, percebemos claramente o motivo do uso dos acessórios.

Iyengar e a criação dos acessórios

BKS Iyengar foi quem, pela primeira vez, utilizou os acessórios na prática de Hatha Yoga.

Quando bem jovem, seu guru e cunhado, T. K. V. Krishnamacarya, lhe pediu para que ensinasse Hatha Yoga a um grupo de senhoras indianas.

Diante dessa turma, Iyengar percebeu que elas não poderiam executar as posturas conforme ele próprio havia aprendido (quem já viu um vídeo de Iyengar praticando percebe que ele, desde novo, já era um grande e iluminado iogue e executava as posturas lindamente!).

Assim, utilizando os utensílios disponíveis em qualquer casa indiana, criou o que se tornou uma de suas grandes contribuições para o Hatha Yoga.

A utilidade dos acessórios

Usando cadeiras, almofadões, cordas, cintos, blocos e outros itens comuns, ele permitiu que a prática passasse a ser acessível a todos. Esse ato tão generoso nos permite executar, a partir de então, as posturas de forma a usufruir todos os benefícios que elas têm a nos oferecer, apesar de idade, condicionamente físico ou lesões pré-existentes.

Cada acessório pode ser usado com vários intuitos…ora para tornar uma postura mais intensa, mais alinhada e mais harmônica, ora para apoiar o praticante nas posturas restaurativas.  Tudo depende do objetivo da aula e da experiência e habilidade do professor.

Uma visão ayurvédica da mente

maio 11th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Uma visão ayurvédica da mente)

O título do post é também o do livro cujo autor é o Dr. David Frawley e que indico para todos aqueles que querem ter uma noção científica, muito bem organizada e clara do Ayurveda, principalmente sob a ótica da psicologia.

Primeiro, transcrevo a apresentação feita por Deepak Chopra na capa do livro:

visao_ayurvedica_mente“Uma Visão Ayurvédica da Mente explica com sensibilidade e lucidez como levar à plenitude o corpo, a mente e o espírito. Este livro abre a porta a uma nova psicologia energética que oferece instrumentos práticos para integrar os vários aspectos da vida.”

A medicina ocidental vem conseguido com sucesso indiscutível cuidar das nossas enfermidades físicas cada vez com maior indíce de sucesso. Contudo, o mesmo êxito não encontramos quando analisamos os tratamentos dos males da mente. A civilização ocidental vem padecendo de males psíquicos em ritmo crescente e elevado, devido em grande parte, ao estilo frenético, mutável e desarraigado da vida moderna. Neste campo, a valiosa sabedoria oriental, em especial a tradição védica, pode nos iluminar e nos guiar por um outro caminho.

O Sistema Médico Iogue

Ayurveda é uma palavra composta de duas partes: ayur = vida e veda = ciência. Ayurveda, portanto, é a ciência que estuda a vida manifesta no corpo, na mente e no espírito. Ele é o lado medicinal dos sistemas iogues da Índia.

Diferentemente da psicologia ocidental, o Ayurveda considera o corpo, a mente e o espírito como uma unidade e possui métodos específicos para tratar cada um deles. O ser humano não é considerado como um grupo limitado de processos bioquímicos.

A terapia Ayurvédica se baseia na análise dos desquilíbrios nos doshas, dos excessos de rajas e tamas na mente e dos resultados de ações passadas. Em seguida,  um tratamento é definido, abrangendo três ramos:

  • aplicação de alimentos, ervas e terapias clínicas para combater os desequilíbrios dos doshas
  • uso de asanas, pranayama, mantras e meditação para contrabalançar os distúrbrios de rajas e tamas na mente
  • métodos espirituais como mantras e deidades para reduzir os efeitos das ações passadas (karma)

O Ayurveda discrimina 4 tipos de cura:

  • o tratamento da doença
  • a prevenção da doença
  • o aumento da vida
  • o desenvolvimento da percepção

Quanto a ste último item, acredito que seja a crucial diferença entre as duas óticas, isto é, a responsabilidade imputada ao paciente.

Nós estamos acostumados a tomar uma pílula e esperar nossos problemas desaparecerem sem esforço pessoal, sem percebermos que esses problemas talvez sejam sinais do nosso corpo indicando alguma forma de desequilíbrio, como uma advertência, cobrando uma atitude nossa…

Se você ficou curioso, não deixe de comprar o livro e iniciar seus estudos. Sua leitura é útil para todos, não há necessidade de ter conhecimento prévio do assunto.

Possa a mente de todos os seres encontrar a paz!

Possam os mundos encontrar a paz!

Dr. David Frawley

Amma de presente no Dia das Mães

maio 6th, 2010 | Posted by Ana Toledo in Sem categoria - (Comentários desativados em Amma de presente no Dia das Mães)

Há um tempo atrás, li o livro “Em Busca do Tempo Perdido” de Marcel Proust.

São várias as passagens inesquecíveis nessa obra, mas talvez a que tenha me marcado mais profundamente tenha sido o momento em que a mãe da personagem principal olha para ele ainda criança, indo mais uma vez até a sua cama à noite para lhe dar um beijo de boa noite, e chora.

Contudo, a causa do choro é que é linda…por um instante a mãe olha para ele não como filho, mas enxergando nele um indivíduo que também está neste mundo com todas as suas falhas, fraquezas e sofrimentos e o aceita sinceramente e incondicionalmente. Neste momento, ela não chora por ele, mas chora pelas expectativas dela que não serão satisfeitas por aquele filho e deste reconhecimento ela o acolhe verdadeiramente, como ser humano…com genuíno amor.

Como mães e pais, nossa visão sobre nossos filhos fica sempre meio embaçada pelas expectativas e responsabilidades inerentes a esses papéis. Será que aceitamos nossos filhos incondicionalmente?

Amor incondicional…

Compaixão sem fronteiras…

Aceitar a todos…

Em homenagem ao Dia das Mães  e como representação real do que falamos acima, assistam o vídeo de divulgação da turnê australiana da Amma (que quer dizer mãe).

A líder espiritual indiana Mata Amritanandamayi, Amma, reconhecida pelas Nações Unidas e mundialmente como responsável por uma das maiores obras assistenciais do planeta, acabou de visitar a Austrália…onde, aliás,  a mãe do ano, minha irmã Ana Lucia, vive com meu sobrinho Max de 4 meses, e a quem dedico este artigo com profundo amor e admiração pela sua coragem.

Feliz Dia das Mães!


httpv://www.youtube.com/watch?v=t141nLeY-H0